sexta-feira, julho 22, 2005

Pedágio caro, mas honesto

.


Pois é, quem diria, pagar um pedágio de “dez real” pra cruzar 96 ou 98 km de estrada de terra, no sertão do Mato Grosso, na imensa Chapada dos Parecis.

Esse é o valor que os parecis que habitam o trecho da Chapada entre Sapezal e o Entroncamento (na estrada que liga Tangará da Serra a Campos Novos do Parecis) cobram em cada sentido da viagem.

É justo, afinal, cruzando suas terras economiza-se uma longa viagem via Barra do Garças. Estrada asfaltada mas geralmente não muito bem conservada, embora nesses últimos anos tenha melhorado.

Não deixa de ser curioso, e divertido, parar o carro e pagar o pedágio no meio do nada. No meio de um cerrado no qual a vista se perde. Cerradinho miúdo, na maior parte da área. Solo arenoso, pedras a dar com o pau. Vira e mexe um índio aparece ao lado da gente no pedágio e oferece alguma caça. “Não, obrigado.” Eles caçam, mas se alguém do ibama da vida nos pega, é cana direto. Vade retro.

.

5 comentários:

Anônimo disse...

pela cara e pela pose, o blogueiro é o gordinho de barba encostado no carrão. acertei?

ROMC™ disse...

gordinho é sacanagem, hein Emerson.

ROMC™

Emerson disse...

1 - Sim, anonymous, você acertou. :o(

2 - Tá vendo, ROMC? Mas, tudo bem, hei de superar. Só não entendi o "pela cara e pela pose" - não sabia que blogueiro tinha isso. hehehe

Anônimo disse...

ok, voce venceu... gordinho, mas elegante

Ana disse...

Já estava pra perguntar se você era de centro, de esquerda ou de direita. :)