sexta-feira, julho 29, 2005

Notícia alvissareira... Será?

“Tudo isso que está aí” tornou-se cansativo. Não gostaria de ser um colunista político nos dias que correm. Teria que trabalhar umas 22 horas por dia de 2a a 6a. Nos fim-de-semana descansaria: trabalharia só umas 15 horas no sábado e umas 12 no domingo. Afinal, ninguém é de ferro, né? Tampouco gostaria de ser um colunista dedicado a escrever ou falar sobre política porquê o sentimento de frustração seria brutal demais. Atordoante.

Quando tudo isso começou era claro que as CPIs fariam seus próprios caminhos. De fato. Uma nasceu, mas parece que natimorta. Nem precisamos dela, felizmente. A outra já deu pano pra manga mais que o suficiente. Tanto, aliás, que já surgem no horizonte alvissareiros sinais de acordo. De “acórdão”. Todo mundo quer manter o presidente. Ninguém quer mais devassas em suas contas. Nem situação, nem oposição, o que me leva a lembrar da minha família, caipiras de Marilia, Ribeirão Preto, Paraopeba: quando um não quer, dois não brigam. Pois é.

O que achei mais interessante nos últimos dias é ainda um sinal de fumaça. Não configura uma mensagem, mas espero que se torne realidade, e está no blog e na coluna da Tereza Cruvinel, em O Globo de hoje, 6a-feira. Ela conta que o deputado Miro Teixeira está preparando um projeto para ir a votação, para que no próximo ano vote-se, também, numa mini-constituinte revisora exclusiva. Ou seja, além do pessoal de sempre, votaríamos, também, em deputados constituintes, com mandato de um ano e função exclusiva de revisar a atual constituição Frankenstein, digo, Constituição Federal, nos capítulos sobre ordem tributária e distribuição dos deveres e do dinheiro dentro da federação.

Embora não ataque o eixo central de nossa desgraça política, a começar pelo “pacote de abril” de Geisel e Golbery que continua em pleno vigor, já é um bom começo. O governo federal tem tanto poder e tanto dinheiro, que é mais que natural que atraia tanta cobiça e tanta corrupção. Regionalizando e municipalizando, não vai acabar com a corrupção, mas tornará mais fácil a identificação de focos de corrupção. Ao menos em teoria.

Bom, quem sabe, né? Enquanto isso, clicando aqui você encontra a relação de todos os sacadores de dinheiro das contas das agências do Marcos Valério, o marido de Dona Renilda.

Ah, sim, tem também uma relação de depositantes.

Por que que eu não tenho clientes assim? Onde foi que eu errei?

Bom fim-de-semana pra todo mundo. Eu estarei pelo sítio cuidando dos abacaxis.


Emerson


.

Um comentário:

Roberto Iza Valdes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.