sexta-feira, julho 15, 2005

Na boca do fim-de-semana...

É fim de tarde de 6a-feira. Tecnicamente, o final de semana já começou. Ufa!

Algumas coisas interessantes:

1 - A rapaziada saiu do Morumbi terminada a final da Libertadores e foi badernar na Av. Paulista. Um comportamento digno e similar ao que há de melhor, digo, pior, no 1o mundo. Sem diferenças, seja para os States, seja pras oropas. Uma prova que vivemos todos num só mundo, uma prova a mais da globalização eficiente, que não deixa nada de fora.


2 - Marcos Valério pediu proteção para depor e revelar tudo. Pelo jeito, o careca andou fazendo depósitos pra muitos partidos e pessoas. Se ele precisa pedir proteção e negociar redução de pena é porquê a coisa é feia. Beleza. O esterco pesado e grosso a caminho vai entupir os ventiladores.

3 - Lula extasia-se na França e diz que o Brasil não merece "tudo isso que está acontecendo". Será que ele caiu na real e vai ficar por lá, como um asilado político? Prestar-nos-ia um grande favor. Querido como é alhures, ainda poderia faturar uns cobres, ou uns euros, palestrando sobre a arte de dizer abobrinhas e cometer gafes em público. Como ele não saberia ao certo o que estaria fazendo, um palestrante profissional, desses que abundam por aí afora, falaria depois dele, dizendo que, na verdade, a palestra servia para ilustrar o que não fazer. Por outro lado, todavia, Alencar assumiria. Cruz credo!

4 - Provando definitivamente que o Brasil não é um país sério, o presidente de todos os brasileiros atrasou-se para as festividades do 14 de julho. Nada como ser importante e deixar a França, a Europa e o mundo à nossa espera. Chique no úrtimo. Menos o embaixador tupiniquim em terras de França dizer que o presidente de todos os brasileiros não se atrasou, apenas chegou ao local “dois” minutos depois de Jacques Chirac. Patético.

5 - Aleluia! João Paulo Cunha apareceu na maracutaia. Já não era sem tempo, afinal, a troco de que o sujeito contrata uma agência de propaganda e torra milhões em campanha eleitoral (com 500 eleitores) e "comunicação", justo da Câmara, coalhada de neguinhos em Tv Câmara, jornal e o escambau. Bem-vindo, João Paulo, muito ainda está por revelar da incursão petista aos cofres de todos os tipos e ordens.

6 - Pra quem anda de mal com a vida, triste, amargurado, recomendo um bom jogo de futebol. Decisivo, de preferência. Claro, onde o protagonista seja o time do São Paulo. Se for ao vivo, melhor, até porquê, à saída, sempre poderá um glorioso sanduíche de pernil na chapa com cebola e vinagrete no começo da madrugada. A felicidade pode ser tão simples...

7 - De Paris, o presidente da república diz que cuidará, com prazer, dos problemas do país quando regressar. Gozado, eu pensava que presidente era uma função em período integral, todos os dias do mandato. Acho que estou enganado.

8 - O Senador Arthur Virgílio foi direto ao ponto, curto e grosso: Ou o presidente é idiota ou o presidente sabia de tudo, sendo, portanto, um corrupto.

.

2 comentários:

Gilson Alves Rosa disse...

Emerson,

Eu acho que existe uma terceira possibilidade.

Ele (Lula) ser a duas coisas.
corrupto e idiota.

Mais de uma coisa não podemos fugir.

Idiotas todos nos ficamos.

Quem votou nele (meu caso) e quem não votou.

Emerson disse...

Gilson, não creio que tenhamos ficado idiotas. Acho que somos um povo com um nível de educação baixo demais. Durante séculos fomos treinados para sermos bonzinhos e acatar como certo e bom tudo que emanava de nhonhô e nhanhá. Aprendemos a valorizar como esperto e inteligente quem se aproveita do suor alheio. Ao invés de achar tal indivíduo um pária, valorizamos o crápula. Enfim, há trocentas outras coisas, mas não somos idiotas, acredite. Mas precisaremos de algumas gerações bem nutridas e bem educadas pra mudar isso que somos. :o(