terça-feira, novembro 01, 2005

Colhendo besouros

A besourada chegou aos montes.

Quilos e quilos de besouros!

Para afasta-los das varandas, o jeito é colocar pequenos postes com luzes em meio ao gramado, e aquelas horríveis lâmpadas amareladas nas varandas.

Na sexta-feira estava cansado e nem me dei ao trabalho de “colher” besouros.

No sábado colhi um pouco.

Já no domingo à noite fiz várias colheitas, usando balde, vassoura e pá.

Durante a noite os sapos fazem a festa e fazem de nossas varandas salas de jantar. Ou banquete.

Pela manhã, os que escapam das línguas assassinas dos sapos tombam sob os bicos idem das galinhas. Que ciscam todo o entorno da casa à cata dos besouros enterrados.



Segunda-feira cedo agi antes das glutonas chegarem. Essa foi a última colheita...

Todas as colheitas têm o mesmo destino: os piquetes dos bezerros.

.

4 comentários:

Ana disse...

De besourinhos eu gosto. Mas tenho horror de sapo. Por causa deles, viajar pra sítios e fazendas, que tanto curto, está cada vez mais problemático pra mim. :(

Anônimo disse...

Aqui é tudo lindo!
O que é esse monte de gatinhos? Um mais gostoso que o outro! Ô coisa mais linda!

E essa Graciosa então??? Dá vontade de apertá-la de tão fofa que ela é. AMei-a!

Mas esses besouros.... gosto não :-(

Beijoca
Chapeira

leila disse...

Ieca! de onde vem esa besourada? por que eles invadem tudo e caem bno chão? Entram em casa???? bezerro come besouro???
desculpe todas as perguntas

Emerson disse...

Dona Chapeira! Que satisfação! Três das gatinhas estão reservadas pra senhora. :o)

Leila, as bezerras não ligam pros besouros e vice-versa. Mas eles fazem um bom trabalho de limpeza, como eu escrevi no outro post. :o)

Ana, você, então, só pode ir pro campo entre maio e agosto. Aí não vai ter risco de encontrar esses bichos simpáticos e velozes - a gente nem enxerga a língua pegando um besouro ou outro inseto. :o)