sexta-feira, dezembro 30, 2005

Muito bem, 2006!




É isto. Depois de amanhã já estaremos em 2006.

Ano de Copa do Mundo.

Ano de eleições.

Ano de crescimento, esperamos todos.

Apesar dos muitos pesares por que passamos nesse 2005, é importante vermos que fatos positivos houveram, sim. Não aqueles que gostaríamos, mas outros, também importantes.

Como agricultor e criador, espero que a natureza não seja madrasta como nesse ano que termina, as safras sejam abundantes e os preços camaradas.

Como microempresário, torço para que a economia entre numa fase real de crescimento. Que a estabilidade econômica transfira seus muitos e saborosos frutos dos cofres bancários para nossos pobres bolsos, finalmente.

Como cidadão, espero mais vergonha e menos corrupção por parte de nossas autoridades executivas, legislativas e judiciárias. O que tivemos nesse ano e nos anteriores foi o bastante para, pelo menos, meio século. Que venham, portanto, 50 anos de honestidade no trato com as coisas públicas, a popular res publica.

Aprendi muito com muitas pessoas nesse ano que termina. Isso foi por importante demais e me fez um bem danado. Espero que vocês se abram para aprenderem sempre e cada vez mais, mesmo, e principalmente, com as pessoas menos prováveis. Porque, acreditem, temos sempre algo a aprender com cada um e com todos.

E, finalmente, para todos vocês que são parte da minha vida, a melhor parte, desejo muita saúde e muita paz. A cada ano, a cada reveillon, essas duas coisinhas se mostram mais e mais importantes. E fundamentais.

Então, que venha 2006! Felicidades!

Emerson


.

Um comentário:

Nelsinho disse...

Caro Emerson,

Já estamos em 2006 e, se depender dos meus desejos de amigo embora virtual, você será muito feliz este ano!

Um abraço

Nelsinho